quinta-feira, 7 de maio de 2009

DOENÇAS INFANTIS

Este fim de semana Carllos ficou doente, teve febre, fortes dores abdominais, vômito e falta de apetite. Minha intuição não permitiu que eu o levasse ao médico, sabia que o diagnóstico seria virose e o remédio seria anti-inflamatórios e antibióticos e não queria ser a mão que oferece o veneno.
Fiquei apreensiva e pedi uma ajuda à Sarah do blog: http://livingfruity.blogspot.com/, e ela prontamente postou sobre como lidar com as doenças. A Sarah tem um filho com uma doença grave que está curado com alimentação viva e hoje toda sua família alimenta-se 100% vivo. Este post me ajudou muito.
Fiquei em casa com ele, monitorei a febre (que não passou de 38º) com banhos mornos e compressas, dei bastante líquido, usei as dicas do site: www.docelimão.com.br e dei suco de 1 limão em 1 xícara de água e 1 colher de mel não-violento várias vezes ao dia. Como ele não sentia fome, o que é uma característica de que o corpo necessita do jejum para promover a auto-cura eu não dei nada pra ele comer e quando ele sentiu fome eu ofereci frutas, na primeira vez ele comeu e vomitou, depois de algumas horas ele quis comer novamente e foi aumentando a quantidade aos poucos.
Em três dias ele estava bem, ficou um pouco magro mas já se recupera, o mais difícil neste processo foi convencer meu marido de que eu estava fazendo o melhor pro nosso filho e até mesmo sentir-me segura de que ia dar certo, sabia que ia porquê já tinha testado em mim mesma mas com filho é diferente, ? A melhora dele, comparada com outros momentos com este mesmo quadro tratado com remédios, fez com que eu me sentisse super feliz e meu marido mais confiante em embarcar comigo nesta nova viagem.
Tenho me esforçado muito pra melhorar a alimentação da minha família, sei que a grande responsável de viciá-los nestes doces venenos que os prejudica tanto fui eu que acreditava que um bolo de chocolate era uma prova de amor, estou mudando isso hoje eu sei que uma prova de amor verdadeira é a da Grande Mãe do Pai Celestial: frutas, flores, sementes e brotos.
Tudo bem, acredito que quando se erra por amor Deus perdoa...

2 comentários:

  1. Patrícia Petzold7 de agosto de 2009 22:14

    Maristella, fiquei maravilhada com a vivacidade dos seus filhos, eles têm carinha de crianças saudáveis e sapecas, como toda criança deve ser.
    Gostei também de saber que se encontrou em uma filosofia e que esta valoriza a vida.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Oh!!! Patrícia é tão bom encontrar velhos amigos!!!
    Bjkas

    ResponderExcluir

A verdade está lá fora!!!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin