segunda-feira, 9 de novembro de 2009

CONFISSÕES...


Hello lovelies!!!!

Estive sumida por uns tempos, muito trabalho e pouco lazer já sabe o resultado ?

Pirei!!!

Tinha pão, mas faltou circo e eu fui caindo no limbo, nas trevas, já não conseguia acordar cedo pra fazer meu purificador suco verde, trabalho demais, desafios novos, sensação de impotência, medo de fracassar, no fim do dia apenas a vontade louca de correr pra casa, ver o sorriso dos meus garotos, me jogar em qualquer canto fofo e fazer algo que pudesse me fazer sentir acolhida, amada e que não exigisse muito empenho, ou seja, vontade de sentir um prazer/conforto rápido.

Quem nunca passou por isso?
Por um tempo essa era minha rotina, então dei um basta, mudei de atividade, reorganizei minha rotina e fui em busca de novos caminhos, novas possibilidades.
Consegui! Achei que tinha me libertado deste círculo vicioso e entrado de vez e pra sempre no meu círculo mágico.

Então, (a bruxa má do norte, kkk) meu trabalho me tirou da minha zona de conforto, me obrigando a dedicação total e apresentando vários desafios diários e intensos, foi o suficiente para eu voltar pra velha rotina e cair de vez no Comfort food (Nem sempre comemos quando sentimos fome ou que é nutricionalmente adequado. Muita gente se alimenta quando está cansada, ansiosa ou sozinha, e a comfort food pode saciar essa fome emocional. E nada mais é do que a comida emocional que desperta sensações agradáveis e evoca o prazer e o bem-estar ligados à história de vida.) comecei com pequenos pedaços de chocolate e quando dei por mim estava tomando café da manhã na padaria Da Serra e comendo bolo de "festa" com recheio de chocolate trufado todo dia, tudo com muito açúcar e sal.

Parei de blogar, porque é difícil ministrar o conflito interno que surge quando entro neste espaço, o que sou e o quero ser... sabe?

Após dois meses e meio, a pressão no trabalho acabou, tudo voltou ao normal. Nada como trabalhar com a equipe completa e ter na chefia alguém que se admira e te trata com respeito. Pude colocar as ideias no lugar e começar de novo...



Balanço do período das trevas: tenho que me fortalecer mais, não deixar fatores externos afetarem minha realidade. Já sei ser feliz sozinha, apenas tenho que saber onde encontrar essa felicidade e com certeza não é no açúcar. Eu sei a felicidade que um quadradinho de chocolate traz após um momento de tensão, mas também sei tudo que perco logo em seguida.
Engordei, perdi energia, fiquei irritada, exausta, sem vida e acho esse preço alto demais.

Concordo com a Andrea (http://apressadonaocomecru.blogspot.com/2009/10/balanco-dos-tres-anos.html) quando diz que conhecer o crudismo é como deixar a cidade da infância: "voltar é impossível, pois a cidade não é mais a mesma de antes: as coisas mudaram e paradigmas foram quebrados". Como já disse anteriormente eu cruzei a ponte e não quero voltar, mas também ainda não encontrei meu lugar seguro do lado de cá...

Estou a buscá-lo!!!

2 comentários:

  1. Tudo a ver! acontece, fazer o que ? olhar pra frente! muito bem! eu tb estou me recuperando de uma recaida, quando eh assim recorro as tortas e bolos cruas, tenho umas receitas otimas e faceis se quiser. agora mesmo acabei de comer um " cheese cake" maravilhoso, facil de fazer, bom, fiz uma bagunca na cozinha comi o cake e sai correndo :)ah, delicia!
    beijo,
    juliana www.vidavegana.com

    ResponderExcluir
  2. Pois é amiga, acho que estamos (eu, você e muitos outros crudistas) na mesma situaçao: em algum lugar delicado entre o crudismo e o "nao-crudismo", ou talvez também, entre o saber viver sem as muletas do "comfort food" e o nao saber.. AMEI seu post e a forma como vc retratou esse período de "trevas". E vc fechou com chave de ouro "Ainda nao encontrei meu lugar seguro do lado de cá..." É isso aí mesmo...
    Acho ótima a ideia do blog; vamos amadurecer esta idéia?
    bjs e mta luz nessa nova fase, sem trevas!! :)

    ResponderExcluir

A verdade está lá fora!!!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin